Volume
Redes
Sociais
ExemplDoria faz acordo para taxista denunciar pichador e vai por plantas onde havia grafiteo de notícia
16/01/2017 - 7h15 em Novidades

 

Preefeito de São Paulo, João Doria, afirmou neste sábado (28) que os trechos onde grafites foram apagados na Avenida 23 de Maio vão receber um jardim vertical e que está ampliando os mecanismos de combate aos pichadores. Doria também anunciou um acordo para taxistas denunciarem os pichadores.

 

Na sexta (27), foi firmado um acordo com o Sindicato dos Taxistas de São Paulo para que eles denunciem pichadores. "Trinta e oito mil taxistas vão acionar a Guarda Civil Metropolitana, a qualquer hora do dia ou da noite, quando virem alguém pichando ruas ou monumentos", disse Doria. Segundo ele, o acordo começa a valer no dia 1º de fevereiro.

 

Também neste sábado, 11 pichadores foram detidos. Na sexta-feira (28), a Prefeitura anunciou que vai denunciar outros 26 pichadores que foram presos em flagrante.

 

Além do trabalho de taxistas, Guarda Civil e polícias Civil e Militar, a gestão Doria quer aprovar uma multa de R$ 5 mil para quem for pego pichando.

 

Pela manhã, o prefeito participou de mais uma edição do programa Cidade Linda. Doria se vestiu de jardineiro e cortou a grama da praça Bento de Camargo Barros, na região da Luz.

 

A Prefeitura anunciou na tarde desta sexta-feira (27) que vai processar 26 pessoas presas em flagrante em janeiro por pichar prédios e monumentos públicos. A gestão Doria vai pedir na Justiça o ressarcimento dos danos causados e o pagamento de multas. Na madrugada desta sexta, três pessoas foram presas em flagrante pichando muros da Avenida 23 de Maio.

 

A Prefeitura vai solicitar ainda que a Justiça conceda liminares impondo multas em caso de reincidência. "As liminares visam impedir que os acusados voltem a praticar pichação. O recurso a tais ações será utilizado pela Prefeitura de São Paulo sempre que houver dano ao patrimônio público por pichação", diz a nota da administração municipal.

 

A decisão tem como base a Lei Federal 7.347/85, sobre danos ao patrimônio público. Os processos criminais relativos aos crimes praticados pelos pichadores correrão paralelamente.

 

Já a lei 12.408 diz no artigo 6º que "pichação é crime que prevê pena de 3 meses a um ano de prisão mais multa". Em caso de monumento ou imóvel tombado, a pena é maior e vai de 6 meses a um ano, mais multa.

 

Verde

 

A gestão Doria vai plantar 9 mil mudas nas paredes que tinham grafites e foram pintadas de cinza na Avenida 23 de Maio. A informação foi adianta pela "Veja São Paulo" na sexta-feira.

 

Os desenhos foram pintados por 490 artistas em 2015, na gestão Fernando Haddad.

 

Agora, 6 mil metros quadrados de muro serão por 6,7 mil plantas do tipo "unha de gato" e 2.200 de plantas conhecidas como trepadeiras.

 

A ação deverá começar na próxima semana.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!